Com nova variante mais letal a jovens, Marcelo Santos sugere inserir público no plano de vacinação contra o coronavírus

Marcelo Santos sugeriu inserir jovens em programa de vacinação / Foto: Bruno Fritz (Arquivo)

O alto risco de contaminação e a letalidade da nova variante do coronavírus fez o deputado propor alteração ao Governo do Estado. Ao total, já circulam sete cepas no ES 

A nova preocupação da pandemia, provocada pelo vírus SARS-CoV-2 que já faz parte da vida da população brasileira a mais de um ano, agora se expande em proporção e rapidez significativas: o potencial devastador da doença atingirá a juventude desastrosamente com uma nova variante que circula no estado do Espírito Santo. Inicialmente, apenas os idosos foram considerados como grupo de risco e a vacinação foi planejada à vista desse fato, no início de janeiro de 2021.  

Durante Sessão Ordinária da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), o deputado estadual Marcelo Santos (Pode), alertou para a situação que estamos enfrentando: “Um grande número de óbitos numa velocidade ainda maior está acontecendo, foram 78 nas últimas 24h (dado de 23 de março). Cada decisão para combatermos o Covid se torna um desafio imenso e estamos experimentando, todos os dias novas formas – no nosso caso, de maneira muito negativa, em razão desses números, que, sobretudo, são vidas. Estamos batalhando numa verdadeira guerra e, infelizmente, temos percebido que os jovens não têm colaborado para melhorarmos esse cenário.” 

Em coletiva de imprensa, o secretário de saúde do Espírito Santo, Nésio Fernandes, repugnou as atitudes que tem percebido nos jovens, frisando àqueles que insistem em comportamentos inadequados: “Precisamos controlar a doença na juventude. Os jovens vão morrer em uma proporção não vista em outro momento da pandemia com a circulação das variantes no Brasil. Essas variantes originárias estão circulando no Espírito Santo e temos a suspeita da inglesa [que inclui um alcance de infecção maior entre jovens e adultos entre 20 e 49 anos], crescendo de maneira exponencial.” 

Mediante a previsão de Nésio, o deputado Marcelo Santos ressaltou que toda a população precisa contribuir e sugeriu uma alteração no plano de vacinação, elaborado no início de 2021: “Hoje, o plano de vacinação prioriza os idosos e, lamentavelmente, aqueles cidadãos que têm comorbidades ainda não puderam se vacinar. Por isso, eu sugeri ao Governo para avaliar, tecnicamente, a mudança dos critérios de vacinação para garantir que os jovens também se vacinem nesse primeiro momento. Não deixando de abranger os idosos, claro, que devem continuar sendo prioridade.” 

O deputado Marcelo Santos advertiu a ousadia dos jovens: “Em muitos casos, os jovens estão trabalhando, se colocando em risco, vão para as ruas, festas, aglomerações e acontece uma tragédia: contamina todos que moram na mesma casa. Para citar um exemplo: muitos jovens de Cariacica moram com os avós, ou seja, o risco de contaminação e a taxa de letalidade pode expandir por esse motivo. O próprio secretário alertou que eles [os jovens] irão morrer numa velocidade e quantidade enorme. Por isso, eu acredito que seja de suma importância, acrescentar os jovens nos grupos de vacinação, o mais rápido possível.” 

Ao total, são sete novas variantes da doença que tem circulado no estado do ES, segundo um estudo realizado pelo Laboratório Central do Espírito Santo. Dentre elas, três são classificadas como “Variantes de Preocupação”: a que teve origem no Reino Unido e foi identificada em setembro de 2020; a originada na África do Sul, em outubro de2020; e a brasileira descoberta no Amazonas, em janeiro de 2021. Apenas a de variante africana não foi detectada no Estado. 

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) também destacou a necessidade urgente de ampliação da vacinação e de implementação de medidas farmacológicas eficazes, visando a mitigação da transmissão comunitária e o surgimento de variantes mais transmissíveis do que as existentes no presente momento. 

 

 

Assessoria de Comunicação

Data de Publicação: quinta-feira, 25 de março de 2021

LEIA MAIS...

Empresas afetadas pela pandemia vão ter crédito em até 90 dias no ES
Marcelo Santos sugere liberação de supermercados para venda de produtos
Marcelo Santos pede pacote de auxílio a comércio, bares e restaurantes