Grupo na Assembleia Legislativa debate futuro da Codesa

Foto: Bruno Fritz

A reunião, coordenada pelo deputado estadual Marcelo Santos, contou com a presença de diversos órgãos, setores e entidades. Juntos eles discutiram a desestatização da Companhia Docas do Espirito Santo

O processo de desestatização da Companhia de Docas do Espírito Santo (Codesa) foi debatido hoje (14) na Escola do Legislativo através do Grupo de Trabalho da Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (CoinfraES). Na  reunião estiveram presentes representantes de diversos setores, órgãos e entidades que irão debater e propor medidas para tornar a gestão da Companhia mais eficiente e melhorar as atividades portuárias no Espírito Santo.

O deputado Marcelo Santos (PDT), presidente da Comissão de Infraestrutura da Ales (Coinfra-ES), criou o grupo trabalho para acompanhar a desestatização Codesa, já que ainda não se sabe qual o modelo será proposto, considerando que o Governo Federal tem a Codesa como modelo desse tipo de tramite.

Na reunião foram debatidos os impactos positivos e negativos da nova fase que a Codesa vive no mercado. “Conversamos sobre a atual situação da Companhia e acredito que conseguiremos dar importantes passos para que tenhamos um cenário com melhores resultados para a economia do Estado", disse o presidente da CoinfraES, Marcelo Santos.

Durante a reunião, o deputado Marcelo Santos solicitou a Codesa um cronograma de estudo, para que o grupo se enquadre nos prazos. Outra questão determinada foi a criação de subgrupos, os quais terão a responsabilidade de analisar as temáticas que envolvem a desestatização.

De acordo com o deputado Marcelo Santos, o objetivo da reunião foi concluído com sucesso já que houve a presença de maior parte do Grupo de Trabalho. “A reunião foi um sucesso e o mais interessante nesse Grupo de Trabalho em especifico é que ele não é excludente, dessa forma, todos estão sendo ouvidos desde o Governo do Estado até as entidades civis ligadas as atividades do porto”, ressaltou o parlamentar.

Estiveram presentes na reunião representantes da Coinfra; da Secretaria de Estado de Desenvolvimento; do Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (CentroRochas); das Câmaras Municipais de Vitória e Vila Velha; do Espírito Santo em Ação; da Atlântica Distribuidora de Combustíveis; dos sindicatos da Guarda Portuária, dos Arrumadores Portuários, das Agências de Navegação Marítima (Sindimares), dos Operadores Portuários (Sindiopes), dos Estivadores (Sindestiva), dos Conferentes, das Empresas de Transportes de Cargas & Logística (Transcares), do Comércio de exportação e importação (Sindiex) e da Indústria de Rochas Ornamentais, Cal e Calcários do Espírito Santo (Sindirochas); do Sindicato Unificado da Orla Portuária (Suport); da Associação Profissional dos Operadores (AOPES); Associação dos Empresários de Vila Velha (Assevila) e da própria Codesa.

 

Assessoria de Comunicação

Data de Publicação: sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

LEIA MAIS...

Assembleia vai debater desestatização da Codesa
Grupo de Trabalho da Assembleia vai debater impactos positivos e negativos da desestatização da Codesa